Como economizar água com motobomba?

A economia de recursos hídricos é motivo de inúmeros questionamentos em todo o mundo. É preciso não apenas pensar em diferentes maneiras de evitar o desperdício de água, como também em reaproveitar os recursos da natureza.

No verão — quando o consumo de água cresce —, e em tempos que chuva — quando é possível captá-la para o reuso — são os principais períodos, em que aumenta a demanda pelo uso de bombas submersíveis para drenagem de poços, valas, piscinas, esgotos, além da manutenção de redes elétricas.

É importante destacar que o reaproveitamento das águas pluviais pode gerar uma economia de até 50% do consumo doméstico. A captação de água da chuva também pode beneficiar o reuso do bem natural na indústria e na agricultura, além de mitigar problemas relacionados à escassez de recursos hídricos e ajudar a disponibilizar água para regiões mais carentes e até mesmo mais distantes dos grandes centros. 

Além disso, a água subterrânea é fonte exclusiva de abastecimento para 50% das cidades brasileiras, de acordo com dados da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (ABAS). Durante o aprofundamento da crise hídrica brasileira, em 2014, só em São Paulo, a procura por sistemas de perfuração de poços registrou um crescimento de cerca de 30%, sendo as indústrias e os condomínios os mais interessados. 

Para entender melhor como é possível economizar água com motobomba em diferentes contextos, leia o post que preparamos e aprenda a aplicar essas práticas à sua realidade. Acompanhe aqui!

Necessidade por economia de recursos hídricos

É possível economizar água por meio do uso de motobombas. As bombas d’água são capazes de captar água em poços artesianos, em cisternas, em minas, em calhas dos telhados após a chuva e até mesmo das lavanderias.

Essas bombas realizam a transferência de água fluvial para os reservatórios — que pode ser reaproveitada tanto para consumo, quanto para irrigação, saneamento, ou mesmo para a limpeza de áreas domésticas e industriais.

É importante lembrar que se for destinada para o consumo, a água deve ser previamente analisada por órgãos fiscalizadores, e caso eles identifiquem impurezas, ela ainda deve ser tratada.   

Como motobombas podem ajudar em contextos diferentes

As motobombas podem ser usadas em diferentes contextos, principalmente no que diz respeito a economia de água. Elas podem ser aplicadas em poços artesianos, cisternas, na agroindústria, em caixas d’água, piscinas e mesmo dentro das casas, nas banheiras de hidromassagens.

Nos poços artesianos, que são perfurados para captar a água que se encontra nos lençóis freáticos, as motobombas são necessárias para pressionar a água e fazer com que ela chegue à superfície. Ao ser acionada, a bomba d’água retira a água do interior do poço e a armazena em um reservatório. 

A água retirada dos lençóis freáticos é, em geral, protegida pela contaminação humana, e possui melhor qualidade física, química e biológica, o que dispensa o tratamento para o consumo. O uso das motobombas nos poços artesianos configura em uma grande economia de água para condomínios e demais conjuntos residenciais, que compartilham a água do mesmo poço. 

Nas cisternas, as bombas sapos — que possuem esse apelido pois funcionam mergulhadas na água — também têm o papel de bombear a água até a superfície. Embora a construção de cisternas venha diminuindo ano a ano, enquanto o número de poços artesianos só cresce, ambos têm o mesmo propósito de economizar água, viabilizando o abastecimento de várias residências próximas e até mesmo comunidades maiores. 

As bombas para caixa d’água funcionam como as demais: por meio de um motor que faz com que a água ganhe pressão suficiente para ser empurrada e subir pela tubulação até o reservatório. Essas bombas são usadas principalmente no abastecimento de prédios e esse processo também contribui para a economia de água.

Na agricultura, as bombas são usadas principalmente para ajudar a transportar soluções nutritivas até os canais de cultivo e captar a água na fonte para suprir os sistemas de aspersores na irrigação. Além disso, a água pluvial também pode ser captada e reutilizada no campo. 

Nas piscinas, nas hidromassagens e nas lavanderias, as motobombas são usadas para facilitar a limpeza — no caso das piscinas e hidromassagens — e o reuso — nas lavanderias — da água.  

Explicar como a energia elétrica também pode ser economizada na bomba d’água

As motobombas são aliadas contra o desperdício de água, como já vimos aqui. Mas é importante lembrar, que seu uso de maneira excessiva e incorreta pode gerar um consumo muito alto de energia elétrica. Os motores elétricos das motobombas consomem muita energia, quando são usados sem critérios e certos cuidados. Portanto fique atento a alguns pontos que podem te ajudar a economizar energia elétrica durante o funcionamento das bombas d’água. É importante:

  • Dimensionar a motobomba de forma adequada para a vazão e a altura necessárias em cada aplicação

  • Dimensionar a tubulação de sucção, eliminando a entrada de ar na sucção para evitar a cavitação da bomba d’água, que certamente reduzirá o rendimento volumétrico

  • Eliminar os vazamentos nas tubulações e nas juntas;

  • Evitar usar a motobomba com o registro fechado;

  • Evitar controlar a vazão por meio do registro;

  • Usar as tubulações com diâmetros de sucção e o recalque adequados;

  • Operar a motobomba em ponto de melhor eficiência;

  • Dar preferência a acoplamentos diretos na bomba d’água;

  • Certificar-se da existência de folgas entre os anéis e os rotores, já que isso também contribui para diminuir o rendimento volumétrico da bomba;

  • Verificar se a alimentação elétrica do motor está de acordo as especificações do fabricante;

  • Evitar o bombeamento de água em horários de pico que vai das 18h até às 21h.

Essas são algumas das recomendações mais importantes que podem te ajudar a economizar energia elétrica durante o uso das bombas d’água.  

Para evitar o consumo excessivo de energia elétrica durante o uso da motobomba no processo de reuso da água, é importante escolher bombas d’água com o melhor custo benefício.

Fique por dentro do mercado de bombas e motores elétricos e se informe ainda mais, antes de escolher a melhor motobomba para o seu projeto, assinando a newsletter do Paraíso das Bombas




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *