Produtos para piscina: o que você precisa para uma piscina segura?

Você já parou para pensar sobre os produtos para piscina? Eles são fundamentais para manter a segurança do local e evitar imprevistos e acidentes. Além disso, mantêm a água limpa e pronta para receber toda a sua família. 

Afinal, em dias de calor, nada melhor que passar um tempo aproveitando o dia, não é mesmo? Para garantir o máximo de segurança, listamos neste post os principais produtos que devem ser usados na sua casa.

Então, que tal conferir quais são eles? Acompanhe, a seguir:

A importância dos produtos para piscina

Pode parecer clichê, mas a segurança deve vir sempre em primeiro lugar. Com a piscina é a mesma coisa. Caso contrário, você pode ter um acidente em sua casa, que pode ocasionar uma verdadeira tragédia em um dia que deveria ser de alegria.

Essa afirmação é confirmada por dados da ONG Criança Segura, que utiliza informações do Ministério da Saúde. De acordo com a entidade, os afogamentos são a segunda causa de mortes entre adolescentes e crianças de 0 a 14 anos. Em 2015, representou 943 falecimentos.

Assim, fica claro que você deve atentar-se para esse assunto e fazer o que está ao seu alcance para garantir a segurança de todos. No entanto, nem sempre os donos de piscina sabem o que precisam fazer para atingir esse propósito. Se esse é o seu caso, veja os produtos que listamos a seguir.

7 produtos para a segurança da sua piscina

Manter a segurança da sua piscina é imprescindível. A questão é: quais produtos são necessários? Confira:

1. Bomba de piscina

É um item indispensável para a manutenção da qualidade da água. A bomba aspira o líquido por meio do skimmer e do ralo e encaminha para o depósito que contém uma carga filtrante. Em seguida, a água volta para a piscina. Porém, quando é mal dimensionado, sua segurança está em risco, pois pode haver aprisionamento de cabelos e até membros do corpo.

Para a piscina, existem dois tipos indicados. A bomba centrífuga é apropriada para a utilização e é aproximadamente 200% mais barata que o outro tipo. Nesse caso, as marcas recomendadas são Dancor, Ultraclor e Sodramar. Esse modelo pode ter a segurança ampliada com um quadro antissucção.

O segundo padrão é a bomba safe, que tem uma potência maior. A vantagem nesse caso é que, em caso de interrupção do fluxo de bombeamento da água, há o desligamento e desarme automáticos, situação que evita acidentes. A marca mais sugerida é a Sodramar.

 

banner-pequeno-bomba-piscina-cta-mkt2

 

2. Tampa FSB

Auxilia o dispositivo antissucção e complementa sua segurança. Sua função é evitar o aprisionamento por meio da colocação de uma tampa no ralo com furos bem pequenos. Assim, mesmo que alguém entre em contato com o dreno de fundo da piscina, nada acontecerá. O motivo é o aumento da vazão do dreno para 30 m³/h, que elimina o risco de acidentes.

Apesar da tampa FSB, é indicado que a piscina seja construída com 2 ralos, que devem funcionar de modo interligado pela tubulação. Desse modo, se houver apenas um ralo em funcionamento, o outro alivia a pressão do bombeamento e a força de sucção da filtragem.

Essa também é uma maneira adicional de evitar o aprisionamento das pessoas que entrarem em contato com o fundo. Além disso, é importante mencionar que essa recomendação está indicada na NBR 10339, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

3. Cobertura e capa

Protegem a piscina da queda de impurezas — como folhagens, poeira, alimentos e animais peçonhentos — e as pessoas de possíveis quedas que podem gerar afogamentos. A cobertura pode ser fabricada em policarbonato ou madeira. Por isso, é mais cara, já que envolve uma tecnologia mais avançada.

A capa, por sua vez, é mais fácil de ser encontrada e é uma alternativa bastante procurada pelos proprietários de piscinas. O modelo XP chega a suportar 60 kg e sua venda é feita por encomenda, porque considera o tamanho da piscina.

4. Quadro antissucção

É implementado junto à bomba centrífuga comum para que ela atue como uma bomba safe. Assim, o quadro interrompe a sucção e a desarma sempre que for identificada a necessidade. Nesse caso, esse item realiza o controle operacional do funcionamento da bomba.

Em alguns municípios é obrigatório usar o quadro antissucção. Um deles é Belo Horizonte, que exige sua adoção em piscinas públicas, como as de condomínios, academias e clubes. A obrigatoriedade existe desde 2016 pela Lei 10.920 para evitar afogamentos e o aprisionamento do cabelo de crianças no ralo da piscina.

5. Dreno de fundo

Garantir a segurança dos frequentadores da piscina exige a inserção de pelo menos 2 ralos — ou drenos de fundo — interligados. Caso o tamanho seja olímpico ou de grande porte, vale a pena instalar mais opções, conforme o volume total de água.

A marca mais recomendada é a Sodramar, que ainda conta com um modelo para piscina de fibras LBM. Nesse caso, a vazão do dispositivo é aumentada para evitar o aprisionamento dos cabelos e a sucção.

Os acidentes também podem ser diminuídos com a adoção de algumas soluções:

  • dreno antiturbilhão: evita que a movimentação da água se transforme em um redemoinho e previne a formação de vácuo entre o banhista e o dreno;
  • grelha ou canal de grande dimensão: evita que a pessoa fique presa e permite que a água escoe pela grade;
  • compartimento à parte: impede que os usuários cheguem até o ralo devido à inserção de uma parede;
  • sistema de alimentação por gravidade: faz a sucção da água do tanque, ao invés do líquido da piscina. Isso evita que o processo seja executado em locais com banhistas, o que impede os acidentes.

6. Cerco e portão com trava

São utilizados para isolar a área da piscina e impedir a entrada não autorizada de crianças, idosos — que podem escorregar no entorno — e animais domésticos. Ao mesmo tempo, o cerco desobriga os adultos de fazerem uma supervisão constante e, por isso, gera menos preocupações. A marca mais recomendada aqui também é a Sodramar.

7. Corrimão

É indicado para piscinas em que são realizadas atividades físicas, pois facilita a entrada e saída dos usuários. Também é recomendado para residências que possuem idosos, pessoas debilitadas ou que estão em recuperação e precisam fazer exercícios na água. Desse modo, fica mais fácil garantir que todos podem aproveitar o dia.

Como você pôde perceber, garantir a segurança é algo simples. Os produtos para piscina são bastante acessíveis e, em alguns casos, há alternativas, como a instalação da bomba centrífuga com o quadro antissucção.

Gostou de entender mais sobre o assunto? Complemente seu conhecimento conhecendo os 10 equipamentos e produtos para piscinas que são indispensáveis.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *