Descubra os benefícios de usar um aquecedor de piscina

Durante o inverno, mergulhar na sua piscina pode não ser uma boa ideia. Mas já pensou que ter uma piscina aquecida pode ser a solução para dar um mergulho o ano inteiro, independente da estação do ano? Pois bem, se você tem uma piscina na sua residência, prédio ou casa de campo, ou mesmo deseja construir uma no seu espaço de lazer, é importante considerar a aquisição de um aquecedor de piscina.

Esse equipamento é de fácil instalação em piscina recém construídas e não há problemas para adequá-la em piscinas já existentes. Principalmente se os pontos elétricos e hidráulicos do projeto da piscina estiverem no lugar correto e em boas condições de uso, não sendo necessária a intervenção na tubulação para a instalação do aquecedor.

Portanto, se um aquecedor vai motivar o uso da piscina na sua área de lazer e até mesmo viabilizar a utilização durante todo o ano, vale a pena investir em sistemas de aquecimento. Para entender ainda mais sobre os benefícios de um aquecedor de piscina, acompanhe o nosso post e tire suas dúvidas antes de escolher o melhor para o seu projeto.

Como funciona o aquecimento elétrico em piscinas

O aquecedor de piscina é um equipamento que realiza o aquecimento de forma elétrica e necessita de uma motobomba para transferir calor para a água da piscina. Esse aquecedor elétrico é também conhecido como trocador de calor.

 

Aquecedores Sodramar

 

Essa troca de calor acontece quando bomba ajuda o equipamento a retirar o calor do ar ambiente, usando-o para aquecer o gás que está localizado dentro do aquecedor. Dessa forma, o gás sofre uma elevação de temperatura e o aquecedor elétrico transfere então esse calor para a água da piscina.

O aquecedor de piscina tem ainda um quadro de comando que automatiza o processo de troca de calor. Esse quadro de comando percebe quando a água atingiu a temperatura aquecida, desligando automaticamente, e assimila também a queda de temperatura da água da piscina, ligando novamente para recomeçar o processo de troca de calor.  

As temperaturas atingidas pelo aquecedor variam de acordo com o tamanho da piscina, podendo alcançar até 36ºC em piscinas cobertas, e 30ºC nas abertas. Mas o recomendável é que o aquecimento não ultrapasse os 28ºC, principalmente para quem usa a piscina para a realização de atividades físicas. É importante destacar que o equipamento precisa ser bem dimensionado para atingir a temperatura correta.

Benefícios de usar aquecimento em piscinas

O benefício de usar o aquecedor elétrico em piscinas já começa pelo bolso. Isso porque eles são mais econômicos que os aquecedores de resistência elétrica, gerando um racionamento em torno de 30% de energia em comparação aos demais tipos de aquecedores.

Vale lembrar que a piscina aquecida, quando não estiver sendo usada, precisa ser mantida tampada com a capa térmica. Isso porque ao perder calor para a área da superfície, a água da piscina será resfriada e consequentemente gerará o retrabalho do equipamento, que gastará mais energia para realizar a troca de calor.

A capa térmica pode ainda ser utilizada para complementar o desempenho de outros aquecedores, pois ela também contribui para a redução de cerca de 70% da perda de calor em piscinas aquecidas.

Além disso, o aquecedor de troca de calor funciona com um bom desempenho, independente do clima, e da temperatura ambiente. O preço do aquecedor de troca de calor varia bastante de acordo com o tamanho da piscina. Os mais baratos ficam em torno de R$ 8,5 mil e atendem piscinas de até 24 mil litros e os aquecedores mais caros custam em torno de R$ 24 mil para piscinas de até 135 mil litros.

Outra vantagem desse sistema de aquecedor de troca de calor é que a água da piscina retorna pelo próprio sistema de retorno de filtragem interno, tornando o procedimento limpo, sem gerar poluentes na atmosfera, o que contribui para a preservação do meio ambiente.

Além disso, o aquecedor de piscina de troca de calor possui uma boa durabilidade. Aqueles instalados em piscinas de clubes e outros locais públicos — com uso constante, podendo chegar ao funcionamento de 24h — costumam precisar de manutenção de 5 em 5 anos. Já os aquecedores instalados em piscinas residenciais precisam da manutenção em torno de 10 em 10 anos.

Estima-se que na região sudeste do Brasil, uma piscina que não possui sistema de aquecimento tem uma ocupação média de apenas 6 meses por ano, e na região sul do país, onde faz mais frio, essa ocupação é reduzida para 4 meses do ano. Sendo assim, com 20 a 30% do custo de uma piscina, é possível investir em um aquecedor elétrico e assim ocupá-la durante todo o ano.

É importante ressaltar que se você ainda não construiu sua piscina, é recomendável construí-la durante o inverno, considerando principalmente a inclusão do aquecedor desde o início do projeto. É o momento de maior oportunidade para aproveitar o seu espaço de lazer, onde você já investiu dinheiro, mas que costuma ficar inutilizado nesta época do ano, já que a água não está em temperatura atrativa para o uso.

Dentre as marcas de destaque do mercado para quem deseja ter um aquecedor de piscina estão a Sodramar e a Nautilus. A Sodramar atua no mercado brasileiro de piscinas há mais de 33 anos e a Nautilus atua nos mais variados segmentos de bombas, com destaque para os filtros e aquecedores para piscinas.

Existem ainda outros tipos de aquecimento para piscinas, além do método por bombas de calor e elétrico, como o aquecimento a gás, à lenha ou óleo e também por placas solares. Cada umas dessas opções tem características peculiares, que devem ser avaliadas para melhor atender as especifidades do projeto da sua piscina.  

Se você gostou das nossas dicas, mas ainda tem mais algumas dúvidas sobre o melhor aquecedor de piscina para o seu projeto, assine a newsletter do Paraíso das Bombas e fique por dentro do funcionamento das bombas usadas em aquecedores elétricos e dos vários tipos de aquecedores que podem ser usados para essa finalidade. 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *